Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA realiza programação especial do Dia das crianças
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA realiza programação especial do Dia das crianças

Trinta e oito crianças do Centro Comunitário da Igreja São João Batista participaram das atividades promovidas pelo projeto.
  • Assessoria de Comunicação, com informações do campus
  • publicado 14/10/2019 10h47
  • última modificação 14/10/2019 10h50

Cinema com pipoca, atividades culturais e animação marcaram as comemorações do Dia das Crianças realizado na sexta-feira (11) pelo Projeto de Extensão IFMAGIA, do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus São Luís – Centro Histórico, em parceria com o Centro Comunitário da Igreja São João Batista. Esta parceria já existe há seis anos e desde então o IFMAGIA é responsável por promover a programação dos eventos infantis em alusão ao Dia das Crianças. Participaram do evento desta sexta-feira no Centro Comunitário 38 crianças de 2 a 11 anos de idade, que tiveram a oportunidade de interagir, dançar, participar de contação de histórias e de brincadeiras.

A sede do Centro Comunitário foi decorada pelos estudantes da turma de Eventos do segundo ano do Campus CCH com o tema África, assim como todas as atividades realizadas com as crianças também evidenciaram A importância do respeito à cultura africana e afro-brasileira, temática trabalhada este ano pelo IFMAGIA. “Nossa intenção é levar ao conhecimento das crianças, através de filmes e atividades culturais, temas tão importantes, como o respeito à cultura negra e que comumente não são trabalhados de forma aprofundada pelas escolas”, registrou a coordenadora do projeto IFMAGIA, Ana Patrícia de Freitas Choairy.

Na programação, uma variedade de atividades, dentre as quais: um ensaio fotográfico, realizado pelos alunos do curso de Processos Fotográficos; apresentação de dança, da aluna de Eventos, Anny Kamyly; contação de histórias sobre o conto africano da Princesa Oiá e o Búfalo Encantado, feita pela aluna da Licenciatura em Artes Visuais, Elaine Mesquita; e a projeção do filme Kirikou e a Feiticeira. Ao final do filme, foi realizado um joguinho de perguntas sobre a obra, para saber se as crianças realmente estavam atentas, sob a coordenação da aluna Sthefany Feitosa, do curso de Eventos.

Para Mateus dos Santos, de 6 anos, o que ele mais gostou foi do menino do filme, Kirikou. “Gostei do menino do filme, porque ele é corajoso e salvou muita gente. Achei divertido”. Já Mariana, de 8 anos, disse que o que achou mais legal “foi a história da princesa encantada que virava bicho, achei ela bonita”, comentou.

Além das atividades infantis, também ocorreu um espaço para as mães das crianças com direito a um bate-papo sobre o tema Sexualidade e Adolescência, moderado pela professora de Biologia do CCH, Fabrícia Brito, que trabalhou informações sobre as mudanças do corpo nessa fase da vida e as principais dúvidas que podem surgir nesse processo. A ideia era instrumentalizar as mães para que soubessem lidar melhor com os desafios da educação dos filhos em relação à orientação sexual.

O Padre Heitor, pároco da Igreja de São João, a qual pertence o Centro Comunitário, afirmou que a parceria com o IFMA CCH e, em especial com o IFMAGIA, é muito gratificante e que deve sempre permanecer, porque só tem somado ao trabalho social do Centro. Opinião compartilhada pela coordenadora do Centro Comunitário, Jocynete Ramos Pontes, que registra que “essa parceria só acrescenta o melhor para as nossas crianças. Toda a equipe de alunos e professoras trazem sempre muito amor, alegria e dedicação e nós percebemos o empenho de todos para fazer o melhor para as nossas crianças e só temos a agradecer por isso”.

No encerramento da programação, o Centro Comunitário ofereceu um almoço para todos os participantes, bolo confeitado em homenagem às crianças e distribuição de brinquedos, momento bastante aguardado pelos meninos e meninas. As mães também receberam uma cesta básica.

Fim do conteúdo da página